Afinal de Contas

por Marcelo Soares

 -

Marcelo Soares escreve sobre dados e o que eles podem revelar

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade

A dieta dos dados

Por Marcelo Soares

Hoje, em Equilíbrio, há uma reportagem sobre o costume de subir na balança com mais frequência do que o necessário. Segundo a reportagem, a ansiedade com a balança pode atrapalhar qualquer plano de dieta.

A única coisa que dá certo para perder peso é prestar atenção no que comemos e no que fazemos de exercício. Falo por experiência: já me receitaram remédios para moderar o apetite, e eles funcionaram, mas depois que passou a receita voltou tudo. A única coisa que funcionou para mim foi o uso de ferramentas eletrônicas, inclusive a balança.

O fundamental é prestar atenção no que você ingere. Perdi mais peso usando uma planilha do que tomando sibutramina e anfepramona, remédios hoje fortemente controlados por causa dos seus efeitos colaterais. Foram sete quilos desde janeiro (tem mais alguns sobrando). Não deixo de tomar minha cervejinha, nem de comer um bombom depois do almoço, mas anoto.

A média de calorias que um adulto precisa ingerir para manter o peso são 2 mil calorias. Isso é o equivalente a quatro Big Macs (mas evite). Para perder peso, precisa ingerir menos que isso. Seu médico pode dizer quantas são ideais para você. O tipo de alimento que você ingere tem influência, porque a química do corpo trata cada coisa de um jeito. Atividade física também é importante.

Comecei usando uma planilha no Excel mesmo, consultando um guia de calorias como este, da Unesp. O problema: era uma trabalheira imensa. Gastava muito tempo fazendo as consultas e conversões. E eu precisava estar na frente do computador para anotar. Não deu certo.

Depois comecei a usar aplicativos para smartphone e iPad. Aí deu certo. É só colocar a mão no bolso para registrar. No final do mês, exporto as planilhas para analisar no computador.

Para controlar as calorias eu uso o FatSecret, gratuito, disponível para IOS e para Android. Ele tem dados de vários produtos e restaurantes brasileiros, cadastrados pelos usuários. Mas existem vários outros, inclusive alguns que medem diretamente seu esforço físico.

Sempre que você se pesar, também pode digitar seu peso no sistema. Ao longo do tempo vai se formando uma linha de evolução do seu peso, em direção a um objetivo que você mesmo define. Evite colocar de cara seu objetivo de longo prazo. A demora em se aproximar dele pode desanimar. Pense em objetivos intermediários. Eu tenho usado metas de três em três quilos.

Instalei um no celular que detecta se eu estou em movimento e a que ritmo, depois contabiliza a energia gasta. Só que ainda não testei muito, sabe como é.

E você, o que usa?

Blogs da Folha

Mais acessadas

Nada encontrado
Publicidade
Publicidade
Publicidade